Doação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios

Como pôr um fim nas filas de transplantes?


Atualmente existem cerca de 40.000 mil pessoas na fila para receber transplantes de órgãos, porém por ano são realizadas apenas 12 mil cirurgias de transplantes, o que é um número relativamente baixo para o tamanho da espera. Neste artigo você irá conferir informações sobre a doação de órgãos no brasil e seus principais desafios!

Algumas pessoas chegam a ficar anos esperando por um órgão e alguns não conseguem ao menos sobreviver para chegar sua vez na lista, que as vezes parece ser infinita. Por que o número ainda é tão grande?

Doação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios

oação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios

Alguns dos Fatos Por Trás da Doação de Órgãos

Nos últimos anos houve um aumento de cerca de 16% no número de transplantes realizados, porém, esse número geralmente não causa grandes impactos no tamanho das filas. Isso se deve ao avanço da medicina e seus cuidados, que são capazes de prolongar a expectativa de vida, porém, nem sempre melhorar a qualidade dela.

Aqui em nosso país, ainda hoje, mesmo que você se declarar doador, cabe a sua família decidir por você, independente da idade se vai autorizar a retirada dos seus órgãos ou não. Porém, ainda é alto o número de “nãos”. Cerca de 43% dos familiares negam o pedido dos médicos sobre doar.

Você Pode Ajudar A Salvar Uma Vida Doando Órgãos!

A doação de órgãos no Brasil e seus principais desafios se devem a falta de informação sobre os transplantes. Como, quando, quem pode fazer. A escassez de dados gera medos nos familiares e na pessoa no momento da vida em que ela toma essa decisão.  Por isso, é tão comum a negação logo de cara na fase do luto, onde é um dos momentos mais difíceis de ter um raciocínio sensato e claro sobre a tomada de decisões.

Mas, você sabe que ainda em vida pode ajudar a salvar um monte de pessoas que estão na fila? Sim, é totalmente possível doar partes do seu fígado, um rim, medula óssea e pedaços de pulmão.

Para isso, basta se cadastrar nos órgãos responsáveis de sua cidade e esperarem eles te chamarem para realizar a sua cirurgia de retirada.

E Como Ocorre Quando a Pessoa Já Morreu? 

Bem, para realizar a cirurgia quando a pessoas morreu, ela precisa ter tido morte encefálica, onde as atividades cerebrais dela são encerradas e apenas aparelhos a mantém viva. Apesar da morte do encéfalo, outros órgãos ainda estão em bom funcionamento se auxiliados. Nessa hora é uma corrida contra o tempo para conseguir salvar os bons e realizar o transplante.

Mas, para isso acontecer depende de uma série de realização de exames tanto físicos como bioquímicos e alguns dias para ter a certeza que a pessoa não voltará a vida. É necessário ao mínimo o diagnóstico de três médicos sobre a mesma pessoa e todos assinarão um termo de responsabilidade sobre o que disseram. Cerca de 99,9% do casos são irreversíveis.

A família é constatada e caso aceitem doar, assinarão um termo autorizando quais órgãos irão ser retirados.

Rins, fígado, coração e pulmões estão no topo da lista de doação. Córneas, pele e ossos chegam atrás, mas como tecidos.

Revertendo Essa Situação!

Para acabar com as filas, ou ao menos diminuir sua lista de espera, é importante que esse assunto comece a ser tratado com naturalidade e que as pessoas possam ter confiança no SUS, já que ele é o responsável por 95% dos transplantes de órgãos.

As famílias também devem ter assistência social nesse momento tão difícil e entenderem que os médicos não são superiores a eles, mas sim pessoas que estão entendendo o momento de fragilidade e dor. A estimulação de uma boa saúde publica, mais profissionais da área social e conscientização médica devem ser estimulados.

O tabu sobre morte também precisa ser rompido uma vez que quando alguém falece, o silêncio prevalece.

Somente dessa forma iremos conseguir que os principais desafios da doação de órgãos no Brasil acabe de verdade.

Doação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios (Vídeo)

Gostou do artigo? Leia também

Doação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios

Doação De Órgãos No Brasil E Seus Principais Desafios
5 (100%) 4 votes




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *